História

«Só com sacrifício e persistência foi possível construir este grupo»

 

A história da empresa confunde-se com a do seu fundador, António Robalo. Oriundo de uma família humilde da Beira Interior, rumou a Lisboa com 13 anos e começou a trabalhar como servente de armazém. Já nessa altura alimentava o sonho de ter o seu próprio negócio e comprava copos e frascos para drops no seu local de trabalho que depois vendia nas tabernas e pastelarias de Lisboa.

 

O menino que aos sete anos guardava cabras na serra começou a tornar-se um empresário de sucesso.

 

Aos 18 anos passou a ser responsável por uma das lojas dos patrões, mantendo, no entanto, o domingo para fazer algumas vendas por conta própria. Depois de ter completado o serviço militar, começou a trabalhar como comissionista numa empresa industrial de fabrico de flores artificiais e, meses mais tarde, abriu, em sociedade com um irmão, uma loja de venda ao público em Algés.

 

Começou a fazer as compras para a loja e, em 1965, deixou-a para o irmão e fundou a empresa António Robalo, Lda. Mais tarde, esta foi transformada em S.A. e passou a ser a cabeça do grupo onde hoje se integra também a Pollux e a Robalo S.A. Passados dois anos, deixou a empresa de flores artificiais e passou a dedicar-se a tempo inteiro à sua firma.

 

Com o crescimento da actividade, foi alugando novas instalações, que começaram a ser pequenas para a dimensão que o negócio ia alcançando.

 

- Em 1973, negociou uma propriedade de 25.000 m2 em Vila Franca de Xira, onde ainda hoje mantém a sede e cujo espaço tem evoluído a par do desenvolvimento da empresa.

 

- 1974: armazém com 3500 m2.


- 1985: construção de um novo armazém com 3500 m2, totalizando agora 7000 m2 de implantação mais pisos intermédios, e uma sala de exposição que seria a maior do sector no país.


- 2005: construção de um novo edifício com 5000 m2 capaz de responder às exigências actuais, para optimizar as sinergias existentes e reestruturar sectores.

 

Os produtos da Robalo, S.A., que no início se destinavam principalmente ao comércio tradicional, respondem hoje com qualidade às necessidades da hotelaria e da nova distribuição, que representam uma fatia importante do negócio da empresa. A Robalo e o grupo António Robalo, S.A. continuam a evoluir, mantendo a dinâmica que desde sempre os caracteriza.

© Copyright 2012 Robalo, Todos os Direitos Reservados

redicom